Pensamento do presidente chinês Xi Jinping pode entrar na Constituição

Pequim, 19 Jan 2018 (AFP) - O Partido Comunista da China (PCC) propôs nesta sexta-feira incluir o "pensamento de Xi Jinping" na Constituição nacional, em um novo sinal da influência do presidente à frente do regime deste país.

A proposta de emenda deve ser submetida à votação da Assembleia Nacional Popular (ANP), o Parlamento chinês. Mas não há dúvida de que o resultado será favorável a esta proposta que será votada em março, uma vez que o PCC é o único partido na China.

Após uma reunião de dois dias, o comitê central do Partido Comunista propôs integrar "o pensamento de Xi Jinping sobre a economia socialista chinesa da nova era" na Constituição do país, de acordo com a agência oficial de notícias.

Em outubro, o politburo do PCC elevou Xi ao nível de Mao Tsé-Tung (1893-1976), designando-o "lingxiu" ("líder"), um termo abundantemente usado para honrar o fundador da República Popular da China.

No mesmo mês, o congresso do Partido Comunista incluiu em seus estatuto o pensamento de Xi e seu nome, equiparando-o com Mao e Deng Xiaoping, outro grande líder comunista chinês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos