Guerrilha do ELN propõe encontro para reativar processo de paz

Quito, 21 Jan 2018 (AFP) - A guerrilha do ELN propôs neste sábado (20) uma reunião com o governo da Colômbia para reativar o processo de paz em Quito, em ponto morto após o fim da trégua em 10 de janeiro.

"Estamos de acordo em participar de uma reunião entre os dois chefes de delegação, com a presença dos garantidores; na qual examinaremos o pronto início do quinto ciclo de diálogos, para tratar ali todos os temas pendentes", destacou o Exército de Libertação Nacional (ELN), em um comunicado.

Os diálogos de paz foram suspensos após a ofensiva lançada pelos rebeldes, ao final do fim de um cessar-fogo de três meses.

Nos últimos dez dias, guerrilheiros atacaram as forças oficiais e a infraestrutura petroleira. Ao menos quatro militares morreram e 22 supostos rebeldes foram capturados na contra-ofensiva, segundo as autoridades.

Apesar disso, o presidente Juan Manuel Santos e o grupo guevarista manifestam em separado a intenção de seguir adiante com as negociações, mas sem acordar ainda um mecanismo para reativar o diálogo, iniciado em fevereiro de 2017.

Última guerrilha ativa reconhecida pelo governo, o ELN também reiterou no comunicado sua "vontade de acordar outro cessar-fogo".

pld-vel/tm/rsr/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos