Twitter encerra mil contas ligadas à ingerência russa nos EUA

San Francisco, 20 Jan 2018 (AFP) - O Twitter informou nesta sexta-feira que encerrou mais de mil contas adicionais vinculadas a uma agência de propaganda baseada na Rússia suspeita de tentar influenciar as eleições presidenciais nos Estados Unidos em 2016.

A empresa detectou e eliminou 1.062 contas associadas à Internet Research Agency (IRA), ligada ao Kremlin.

No total, foram bloqueadas 3.814 contas, que durante a campanha eleitoral tuitaram 175.993 mensagens, destacou o Twitter.

"Qualquer atividade deste tipo representa um desafio às empresas democráticas em qualquer parte e estamos comprometidos em seguir trabalhando neste assunto importante", garantiu o Twitter.

A companhia também explicou ter identificado 13.512 contas adicionais, somando o total de 50.258, que criaram conteúdo automático relativo às eleições e vinculadas à Rússia.

Twitter, Facebook e Google têm sido criticados nos últimos meses por servir como plataforma de propaganda russa durante as eleições vencidas por Donald Trump.

As autoridades americanas investigam a suposta ingerência russa, que Moscou tem negado repetidamente.

TWITTER

FACEBOOK

GOOGLE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos