Protestos proibidos pelo governo deixam um morto na RDC

Kinshasa, 21 Jan 2018 (AFP) - Pelo menos uma mulher morreu neste domingo (21), em Kinshasa, nos confrontos entre manifestantes e policiais - relataram diferentes fontes.

A polícia atirou contra multidão para dispersar as passeatas proibidas pelo governo e que foram convocadas por um coletivo católico oposto ao presidente Joseph Kabila.

A mulher foi vítima de rajadas de metralhadora na entrada da igreja de de São Francisco de Sales, no município de Kitambo, disse à AFP o opositor Jean-Baptise Sondji. A ONU também fala de um morto nessa igreja.

mbb-bmb-st/me/pc/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos