Adiado início da repatriação de rohingyas para Mianmar

Cox's Bazar, Bangladesh, 22 Jan 2018 (AFP) - O processo de repatriação dos refugiados rohingyas para Mianmar não começará nesta terça-feira (23), como haviam estabelecido as autoridades bengalis e birmanesas no fim do ano passado - afirmou uma fonte do governo de Bangladesh nesta segunda (22).

"Não fizemos os preparativos necessários para repatriar essas pessoas a partir de amanhã. Ainda é necessário muita preparação", declarou à AFP Kalam Azad, do Departamento de Ajuda aos Refugiados e de Repatriação de Bangladesh.

Em 23 de novembro, os dois países assinaram um acordo, estabelecendo o regresso dos refugiados rohingyas. Desde outubro de 2016, mais de 750 mil deles chegaram a Bangladesh.

Essas repatriações tinham de começar "em dois meses", ou seja, no máximo até 23 de janeiro.

Cerca de um milhão de muçulmanos vivem hoje em gigantescos acampamentos de refugiados no sul de Bangladesh. Pelo menos 655.000 deixaram Mianmar no final de agosto para fugir da campanha de repressão do Exército.

sa-amd/phv/es/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos