Juiz espanhol se nega a reativar mandato de prisão europeu contra Puigdemont

Madri, 22 Jan 2018 (AFP) - O juiz espanhol Pablo Llarena, encarregado do caso de Carles Puigdemont, recusou-se a reativar um mandado de prisão europeu contra o ex-presidente catalão destituído - informou o Tribunal Supremo nesta segunda-feira 922).

Rejeitando o pedido da Procuradoria espanhola, o juiz Llarena alegou que a viagem de Puigdemont à Dinamarca busca "a provocação de uma detenção no exterior" como estratégia para poder voltar a ser empossado como presidente da Catalunha mesmo ausente, conforme o comunicado judicial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos