Ataque em Cabul matou cidadãos de EUA e Venezuela

Washington, 23 Jan 2018 (AFP) - Cidadãos dos Estados Unidos morreram no ataque do Talibã a um hotel de luxo em Cabul no último fim de semana, confirmou uma autoridade americana, depois que o governo afegão informou sobre pelo menos 14 estrangeiros mortos, incluindo dois venezuelanos.

"Podemos confirmar que há americanos entre os mortos e feridos", disse o funcionário do Departamento de Estado sem fornecer mais detalhes "por respeito às famílias das vítimas".

Pelo menos 22 pessoas, incluindo 14 estrangeiras, morreram no ataque ao Hotel Intercontinental na capital afegã, que terminou no domingo após 12 horas de resistência dos seis comandos armados, finalmente abatidos, de acordo com um relatório oficial afegão.

Entre os estrangeiros falecidos, há sete ucranianos e dois venezuelanos que trabalhavam para a companhia aérea privada Kam Air, além de um cazaque e um alemão.

O ataque começou na noite de sábado, quando os comandos abriram fogo na sala de jantar do hotel antes de ir para os quartos para tomar reféns, que em muitos casos foram atirados ou decapitados imediatamente, de acordo com testemunhas.

Alguns convidados conseguiram escapar do prédio saltando pelas janelas dos quartos.

"Eles não queriam matar afegãos", disse à AFP uma fonte das forças de segurança. "As balas que tinham eram para os estrangeiros".

INTERCONTINENTAL HOTELS GROUP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos