Marinha dos EUA denuncia incidente com avião russo no Mar Negro

Washington, 30 Jan 2018 (AFP) - Um caça russo voou perigosamente perto de um avião de reconhecimento da Marinha dos Estados Unidos nesta segunda-feira (29), informaram autoridades, ao reportar uma manobra que os militares americanos denunciaram como "insegura".

O incidente ocorreu enquanto o avião-espião americano EP-3 Aries estava em missão no espaço aéreo internacional.

A aeronave foi interceptada por um Su-27 russo, que se alinhou com a aeronave americana durante cerca de duas horas e quarenta minutos, informou a Marinha dos EUA em um comunicado.

"Esta interação foi determinada como perigosa, pois o Su-27 se aproximou a cinco pés (1,5 metro) e cruzou diretamente com a trajetória de voo do EP-3", indicou o texto.

As Forças Armadas americanas deram conta de várias interações "inseguras" com aviões russos sobre o Mar Negro nos últimos meses.

"O exército russo está em seu direito de operar no espaço aéreo internacional, mas deve se comportar no marco das normas internacionais para garantir a segurança e evitar incidentes", destaca a declaração.

As forças da Rússia e da Otan operam habitualmente no espaço aéreo internacional sobre o Mar Negro e esta atividade tem se intensificado após a anexação da Crimeia por Moscou em 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos