Topo

Rússia interferirá em eleições legislativas dos EUA, diz CIA

30/01/2018 00h16

Washington, 30 Jan 2018 (AFP) - As interferências russas nos Estados Unidos não pararam e Moscou tentará incidir nos resultados das eleições legislativas do próximo novembro, disse o diretor da CIA, Mike Pompeo, em uma entrevista difundida nesta segunda-feira pela BBC.

"Não vi uma redução significativa de suas atividades", explicou Pompeo referindo-se da suposta ingerência russa nas eleições americanas de novembro de 2016.

"Prevejo que continuem" nesse caminho, "mas tenho a convicção de que os Estados Unidos serão capazes de ter eleições livres e equitativas (e) que rechaçaremos (as ingerências) de maneira suficientemente eficaz para que seu impacto sobre nossas eleições não seja importante", afirmou.

A agência de inteligência americana concluiu que a Rússia de Vladimir Putin interferiu na campanha eleitoral de 2016 por meio das redes sociais e do vazamento de informações para tentar favorecer a candidatura do republicano Donald Trump.

O magnata nega essas acusações, chamando-as de "notícias falsas".