Segundo juiz ordena que Washinton mantenha programa que protege imigrantes

Nova York, 13 Fev 2018 (AFP) - Um segundo juiz americano bloqueou nesta terça-feira a decisão do governo de por fim ao programa DACA, que protege da deportação cerca de 700.000 jovens imigrantes.

O juiz Nicholas Garaufis, da corte do Brooklyn, decidiu a favor de um processo apresentado por 17 procuradores gerais e um grupo de jovens imigrantes conhecidos como "Dreamers" e ordenou manter o programa nos mesmos termos e condições.

Aprovado pelo ex-presidente Barack Obama em 2012, o decreto protegia da deportação milhares de pessoas que chegaram aos Estados Unidos em situação clandestina ainda crianças.

Em setembro passado, Trump anunciou sua decisão de acabar com o programa. Antes de torná-la efetiva, deu um prazo de seis meses - até março - para que o Congresso encontrasse uma solução.

A data de expiração do programa, em 5 de março, não é definitiva, já que um juiz de San Francisco bloqueou temporariamente o fim da proteção do DACA.

Trump culpa pelos ataques terroristas internos e por crimes violentos os beneficiários da loteria de "green cards" e a reunificação familiar.

"Precisamos de um sistema migratório do século 21, com base no mérito", disse ele no Twitter no início de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos