Haiti abrirá investigação sobre caso Oxfam

Porto Príncipe, 15 Fev 2018 (AFP) - O governo haitiano anunciou nesta quinta-feira (15) a abertura de uma investigação sobre as denúncias de exploração sexual contra membros da organização britânica Oxfam no país caribenho.

"O Estado haitiano quer lançar luz sobre este tema e encontrar os responsáveis, aqueles que estão envolvidos neste caso e que, se forem considerados culpados, serão punidos conforme a justiça", declarou o chanceler Antonio Rodrigue.

Os representantes da ONG Oxfam no Haiti foram convocados pelas autoridades do país nesta quinta-feira, mas a reunião foi adiada até a semana que vem.

"Consideramos oportuno adiar esta reunião devido à ausência do ministro de Planejamento. O diretor da Oxfam no país também está viajando e o diretor da Oxfam para as Américas e o Caribe também virá para se reunir com as autoridades haitianas", disse Rodrigue a jornalistas.

Segundo uma investigação do Times publicada na sexta-feira passada, jovens prostitutas foram convidadas a casas e hotéis pagos pela Oxfam no Haiti. Uma fonte citada pelo jornal britânico disse ter visto um vídeo de uma orgia com prostitutas com camisetas da organização.

Quatro empregados foram despedidos e outros três pediram demissão inclusive antes do final da investigação interna lançada em 2011, assegurou a ONG.

amb/leo/gv/yow/db/mvv

Twitter

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos