Vídeo homofóbico "Vote Putin" se torna viral na Rússia

Moscou, 19 Fev 2018 (AFP) - Um vídeo homofóbico que pede aos russos a reeleição do presidente Vladmir Putin se tornou viral a menos de um mês das eleições, causando incômodo entre os opositores.

Postado nas redes sociais, o vídeo diz aos eleitores que, caso os rivais de Putin ganhem, eles farão da Rússia um pesadelo onde os cidadãos serão obrigados a conviver com os gays.

O vídeo de origem desconhecida mostra atores famosos e já alcançou três milhões de visualizações desde sexta-feira (16).

Nas imagens, um homem de meia-idade sonha com um futuro sem Putin, que deverá ganhar um quarto mandato nas próximas eleições de 18 de março.

Em um dos sonhos, um homossexual está sentado em sua cozinha pintando as unhas e comendo uma banana de maneira sugestiva. A esposa então diz que a família é obrigada a conviver com ele.

Uma das rivais de Putin nas eleições é a candidata liberal Ksenia Sobchak, a favor da legalização do casamento gay. Ela condenou o vídeo como "vil".

"Mostrar as pessoas LGBT como uma ameaça em um país homofóbico não é uma brincadeira", escreveu a candidata no Instagram.

Esta segunda-feira (19) é o primeiro dia em que os candidatos podem divulgar suas propagandas políticas na televisão.

O vídeo foi amplamente visualizado na página do Facebook de Alexander Kazakov, analista político favorável ao Kremlin.

Kazakov declarou à AFP que desconhece quem postou o vídeo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos