Acidente de ônibus deixa 44 mortos no sul do Peru

Lima, 21 Fev 2018 (AFP) - Ao menos 44 pessoas morreram nesta quarta-feira (21) na queda de um ônibus de passageiros em um barranco de 80 metros na rodovia Pan-Americana, na região sul do Peru, informou a polícia em um balanço atualizado.

O ônibus de dois andares, que circulava com a licença vencida, segundo o ministério dos Transportes, caiu no abismo à 01H30 local (03H30 de Brasília) no quilômetro 780 da Pan-americana, principal rodovia peruana, perto da localidade de Ocoña, na região de Arequipa (sul).

O general Walter Ortiz, chefe da Polícia em Arequipa, "confirma 44 falecimentos no acidente de trânsito esta madrugada na altura do ponte do rio Ocoña", indicou o ministério do Interior em sua conta no Twitter.

Entre as vítimas há quatro menores de idade, segundo a imprensa local.

O Ministério dos Transportes informou que o ônibus da empresa Rey Latino, que ficou tombado em uma margem do rio, estava com a licença vencida desde 25 de novembro de 2016. Por esta razão, as autoridades ordenaram a "suspensão preventiva do serviço" dessa linha de ônibus na rodovia.

No entanto, o ônibus estava com o seguro obrigatório vigente, segundo o Ministério.

Bombeiros e policiais concluíram à tarde o resgate dos corpos dos destroços do ônibus, que viajava da localidade costeira de Chala para Arequipa, a capital regional. Os feridos, entre os quais está o motorista do ônibus, foram levados ao hospital da cidade de Camaná, a 57 km do local do acidente.

O promotor Luis Fernando Supo disse que bombeiros e policiais recuperaram 23 corpos no local do acidente. Outra pessoa que estava ferida morreu depois no hospital de Camaná.

"A lista de passageiros registrava 45 pessoas. Contudo, essa informação não condiz com a quantidade de pessoas mortas e feridas", explicou o general Ortiz.

Isto ocorre com frequência no Peru, pois os ônibus interestaduais costumam pegar e deixar passageiros no trajeto.

Onze feridos graves foram levados em helicópteros militares a hospitais de Arequipa, disse o general Ortiz. Vinte e duas pessoas ficaram feridas no acidente, segundo as autoridades.

O ônibus havia saído de Chala com destino a Arequipa quatro horas antes do acidente. O trajeto geralmente dura mais de sete horas.

"Minhas condolências às famílias das vítimas do acidente de trânsito em Arequipa", escreveu no Twitter o presidente Pedro Pablo Kuczynski.

"Desde o momento do acidente todos os procedimentos de resgate e transporte das vítimas aos centros médicos mais próximos foram acionados", acrescentou.

Este é o segundo grave acidente em estradas peruanas este ano, depois que a queda de um ônibus em um barranco na costa central do país em 2 de janeiro deixou 52 mortos.

Na ocasião, as autoridades atribuíram a responsabilidade ao motorista de um caminhão que invadiu a pista contrária.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos