PUBLICIDADE
Topo

Internacional

UE rejeita período de transição após Brexit sem data limite

27/02/2018 11h54

Bruxelas, 27 Fev 2018 (AFP) - O negociador europeu para o Brexit, Michel Barnier, rejeitou nesta terça-feira um período de transição indefinida com o Reino Unido após sua partida do bloco, em 29 de março de 2019, considerando que tal período deverá ser "curto e limitado no tempo".

"Propomos logicamente que termine em 31 de dezembro de 2020. O Reino Unido gostaria de manter uma duração aberta, o que, claro, não é possível", disse o negociador da Comissão Europeia em entrevista coletiva.

Barnier negocia em nome dos 27 países parceiros do Reino Unido, cujos ministros dos Assuntos Europeus resumiram minutos antes o atual estágio das negociações e a proposta de "Acordo de Retirada" que a UE planeja publicar na quarta-feira.

A proposta europeia conterá especialmente os termos de divórcio discutidos em dezembro em Bruxelas em três áreas: direitos dos cidadãos expatriados, liquidação financeira e situação futura na fronteira da ilha da Irlanda.

Um eventual acordo sobre o período de transição, que para os europeus deve terminar ao mesmo tempo que o atual orçamento plurianual da UE em dezembro de 2020, seria parte do texto final, juntamente com um documento que define o relacionamento futuro em ambos os lados do Canal da Mancha.

Mas, por enquanto, "a transição não é um fato", advertiu Barnier, ressaltando as diferenças entre Londres e Bruxelas e a lentidão das negociações em andamento, especialmente quando a UE deseja um acordo global em outubro, para que dê tempo para a aprovação dos parlamentos correspondentes.

Internacional