MP do Peru faz operação em sindicato empresarial acerca de Odebrecht

Lima, 1 Mar 2018 (AFP) - Procuradores fizeram operações, nesta quinta-feira, na Confederação Nacional de Instituições Empresariais Privadas (Confiep) em busca de documentação relacionada a uma suposta doação da Odebrecht à campanha de Keiko Fujimori em 2011 por meio da organização, segundo a imprensa local.

A ordem veio do procurador "José Domingo Pérez, a fim de recolher documentação relacionada à suposta contribuição de 200 mil dólares da Odebrecht, durante um encontro com empresários da Confiep, para a campanha presidencial de Keiko Fujimori", indica o portal do jornal El Comercio e da rádio RPP.

Jorge Barata afirmou em São Paulo entre terça e quarta-feira aos procuradores peruanos Germán Juárez e José Domingo Pérez que "a construtora brasileira entregou 1,2 milhão de dólares à candidatura de Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), para a campanha presidencial de 2011", informou nesta quinta-feira o portal de investigação IDL-Reporteros.

Um milhão de dólares foram entregue a dois dirigentes de alto escalão do partido fujimorista, Jaime Yoshiyama e Augusto Bedoya, e os outros 200 mil dólares durante uma reunião com membros da Confiep, afirmou o IDL.

O grupo empresarial negou as declarações em nota.

"A Confiep rechaça a recente informação que vem sendo difundida nos meios de comunicação a respeito de uma suposta entrega econômica à candidatura política de Keiko Fujimori na campanha eleitoral de 2011".

"A Confiep, sendo um sindicato empresarial, não apoia campanhas, nem partidos políticos", afirma a nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos