PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Bombas turcas danificam sítio arqueológico cristão na Síria

22/03/2018 21h54

Damasco, 23 Mar 2018 (AFP) - A aviação turca danificou na Síria um sítio arqueológico cristão inscrito no patrimônio mundial da Unesco, durante a ofensiva das forças de Ancara no noroeste do país contra o enclave curdo de Afrin, informaram nesta quinta-feira (22) as autoridades sírias.

Os bombardeios realizados nesta quarta-feira à noite "por aviões turcos" alcançaram "o sítio de Brad, situado a 15 km da cidade de Afrin, e inscrito na lista do patrimônio mundial desde 2011", informou a Direção Geral de Antiguidades e Museus da Síria em seu site.

Os ataques provocaram "a destruição de vários edifícios arqueológicos importantes" e entre as estruturas alcançadas figuram "a tumba de São Maron, patrono da comunidade maronita, e a igreja de San Juliano que abriga a tumba", segundo o chefe do organismo, Mahmud Hamud.

Trata-se de "uma das igrejas cristãs mais velhas do mundo", construída até o final do século IV, informou.

A Turquia lançou em 20 de janeiro uma ofensiva para expulsar de sua fronteira com a Síria o grupo curdo Unidades de Proteção Popular (YPG). Suas forças se apoderaram no domingo da cidade de Afrin, expulsando as YPG do enclave.

No final de janeiro, um templo de 3.000 anos de antiguidade já havia sido danificado pelos bombardeios aéreos turcos no norte da Síria. Ancara assegurou que os "vestígios arqueológicos" não fazem "certamente parte dos alvos" de sua ofensiva.

Internacional