PUBLICIDADE
Topo

Juiz rejeita pedido de Stormy Daniels para que Trump deponha

29/03/2018 17h07

Los Angeles, 29 Mar 2018 (AFP) - Um juiz federal de Los Angeles rejeitou, nesta quinta-feira (29), uma moção apresentada pela atriz e diretora de cinema para adultos Stormy Daniels para que o presidente Donald Trump seja forçado a prestar declaração sobre um suposto romance entre ambos.

O advogado da atriz, Michael Avenatti, disse que voltará a apresentar a demanda depois que o advogado do presidente, Michael Cohen, formalizar a resposta ao processo.

Nesse processo, Daniels quer que a Justiça declare nulo um acordo de confidencialidade sobre esse alegado romance assinado por ela no ano passado, já que não tem a assinatura de Trump.

Avenatti, que pediu que o presidente seja chamado a comparecer à Justiça nesse caso, argumentou que as duas partes devem agora apresentar documentos que possam levar a uma arbitragem privada "para esconder os fatos do conhecimento público".

Ao rejeitar o pedido para que Trump preste declaração, o juiz federal James Otero considerou que a demanda era prematura e, portanto, nula judicialmente.

Daniels, cujo verdadeiro nome é Stephanie Clifford, deu no domingo uma espetacular entrevista ao programa "60 Minutes", da rede de televisão CBS, onde contou detalhes de um breve romance com Trump há uma década, quando ela ainda era uma estrela do cinema pornô.

Funcionários da Casa Branca insistem em que Trump nega ter feito sexo sem proteção com Stormy em 2006. O presidente ainda não se pronunciou sobre o tema.

Antes da eleição presidencial de 2016, Cohen negociou com Daniels a assinatura do acordo de confidencialidade sobre essa relação, e a estrela recebeu um pagamento de 130.000 dólares.

Ela estampou sua assinatura no acordo, mas o documento nunca foi assinado pelo agora presidente e, por esse motivo, ela alega que não teria efeito.

No mesmo processo, Daniels acrescentou uma ação por difamação contra o advogado de Trump, que a acusou de mentir sobre as ameaças que ela afirma ter sofrido para permanecer calada.

Já Cohen antecipou que pedirá à Justiça um ressarcimento de até 20 milhões de dólares de Stormy Daniels por quebra do acordo de confidencialidade.