Topo

Seis turcas condenadas à morte no Iraque por ser do Estado Islâmico

02/04/2018 11h31

Bagdá, 2 Abr 2018 (AFP) - Seis turcas foram condenadas nesta segunda-feira pelo Tribunal Penal Central de Bagdá à pena capital por pertencer ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Uma sétima acusada foi condenada pelo mesmo motivo à prisão perpétua, segundo uma fonte judicial.

Todas elas compareceram ao julgamento acompanhadas por seus filhos pequenos.

Elas forma capturadas pelos combatentes curdos do Iraque perto de Tal Afar, um dos redutos do EI no norte do Iraque, reconquistado pelos iraquianos em 2017.

As acusadas disserma que aderiram ao califado autoproclamado do EI no Iraque e na Síria junto a seus maridos.

Em fevereiro passado, outras 16 turcas foram condenadas à pena de morte pelo mesmo motivo, assim como uma alemã.

Vinte mil pessoas estão detidas no Iraque suspeitas de pertencer ao EI, segundo cálculo de investigadores.

As autoridades nunca deram uma cifra oficial.

Por sua parte, as autoridades da região autônomo curda do Iraque afirma que tem em suas prisões cerca de 4.000 jihadistas, entre eles inúmeros estrangeiros.

str-ak/sbh/gk.