Árabe israelense morto a tiros após perseguição de soldados israelenses

Jerusalém, 3 Abr 2018 (AFP) - Um árabe israelense que dirigia um veículo roubado foi morto nesta terça-feira por tiros de soldados israelenses na Cisjordânia após uma perseguição.

O carro bateu contra um ponto de carona perto de um posto de controle militar nas proximidades da colônia de Ariel, ao sul de Nablus, na Cisjordânia ocupada, sem deixar feridos.

Os soldados abriram fogo contra o suspeito quando ele tentava fugir a pé, explicou o exército, sem revelar detalhes sobre a identidade.

De acordo com a agência de notícias palestina Wafa, o falecido era um árabe israelense.

Os árabes israelenses são descendentes dos palestinos que permaneceram em suas terras quando o Estado de Israel foi criado, em 1948. Eles têm nacionalidade israelense, são majoritariamente muçulmanos e representam 17,5% da população.

"O suspeito recebeu atendimento, mas faleceu em consequência dos ferimentos", afirmou o exército.

Os atropelamentos são uma estratégia frequente de ataques anti-israelenses cometidos por jovens palestinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos