Ex-policial argentina coloca tornozeleira eletrônica em cachorro para roubar

Buenos Aires, 4 Abr 2018 (AFP) - Uma ex-policial argentina que estava em prisão domiciliar foi detida ao cometer um roubo, após deixar sua tornozeleira eletrônica em seu cachorro, que ficou em casa, informou na terça-feira a imprensa de Buenos Aires.

A mulher de 37 anos era membro da polícia de Buenos Aires, mas em novembro de 2016 foi afastada e detida por "resistência à autoridade e encobrimento", sendo colocada sob prisão domiciliar na cidade de La Plata, 60 quilômetros ao sul de Buenos Aires.

Na quarta-feira da semana passada, foi presa após roubar um estabelecimento mostrando duas armas de fogo. Entre os itens que carregava estava um celular com geolocalização, o que facilitou sua prisão.

As imagens do roubo ficaram registradas nas câmeras de segurança.

Segundo o jornal "El Día de La Plata", a polícia logo o vinculou a outros três roubos similares executados nos últimos dias.

O dispositivo de monitoramento eletrônico foi encontrado na casa da mulher "colocado no pescoço do cachorro poodle", segundo uma fonte policial citada pela imprensa.

"Conseguiu tirá-la porque emagreceu, ou estava mal colocada", disse a fonte policial, que também investiga o parceiro da detida, um agente do serviço penitenciário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos