Otan não quer corrida armamentista, diz secretário-geral

Ottawa, 4 Abr 2018 (AFP) - A Otan não quer uma nova corrida armamentista com a Rússia, disse o secretário-geral da aliança nesta quarta-feira, em meio às tensões após o envenenamento de um ex-espião na Inglaterra.

"Não queremos uma nova corrida armamentista, então estamos focados em como podemos responder de forma firme, previsível, mas também calculada e defensiva", disse Jens Stoltenberg a repórteres ao lado do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, em Ottawa.

"Não queremos uma nova Guerra Fria", acrescentou.

Ele fez as declarações após ser questionado sobre a possibilidade de novas sanções da Otan contra a Rússia depois que o ex-espião Sergei Skripal e sua filha foram envenenados na Inglaterra em 4 de março.

Londres e seus aliados culparam Moscou pelo ataque, citando o uso de um agente nervoso Novichok fabricado pela União Soviética, o histórico da Rússia de atacar dissidentes e as agressões pelo país nos últimos anos, da Crimeia a ataques cibernéticos.

"Continuaremos a lutar por um relacionamento mais construtivo com a Rússia", disse Stoltenberg.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos