Ataque no Mali mata dois capacetes azuis e fere outros dez

Bamako, 6 Abr 2018 (AFP) - Dois capacetes azuis da ONU no Mali morreram e outros dez ficaram feridos nesta quinta-feira em um ataque contra seu campo em Aguelhok, anunciou a Minsuma - a missão da ONU no país.

"Às 18H45 local (15H45 Brasília), os soldados da paz foram alvo de disparos de morteiro, vários dos quais atingiram seu campo", informou a Minsuma, precisando que "dois capacetes azuis morreram e outros dez ficaram feridos, alguns gravemente".

"A Minusma organizou imediatamente as evacuações médicas necessárias e reforçou a segurança do campo", destaca o comunicado, sem informar a nacionalidade dos capacetes azuis atingidos.

A missão da ONU recordou que "os ataques contra as forças de manutenção da paz das Nações Unidas podem constituir crimes de guerra diante do direito internacional, e que seus autores devem ser capturados e processados".

Segundo uma fonte militar africana da Minusma em Aguelhok, os disparos procederam de uma zona ao leste do campo, onde se havia detectado uma "multidão" suspeita.

O norte do Mali foi tomado entre março e abril de 2012 por grupos jihadistas relacionados à Al-Qaeda. Após uma intervenção internacional lançada em janeiro de 2013 e liderada pela França, boa parte do território foi reconquistado, mas persistem zonas sem o controle governamental, palco de ataques e atentados.

bur-sst/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos