Topo

Moro determina prisão de Lula

05/04/2018 18h42

Rio de Janeiro, 5 Abr 2018 (AFP) - O juiz federal Sérgio Moro emitiu nesta quinta-feira (5) ordem de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O magistrado, símbolo da Operação 'Lava Jato', destacou em sua decisão que concede a Lula, "em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão".

Ele também vedou "a utilização de algemas em qualquer hipótese".

A decisão ocorre menos de 24 horas depois de o Supremo Tribunal Federal indeferir um habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula para que pudesse recorrer da sentença em liberdade nos tribunais superiores.

A defesa do ex-presidente não se manifestou de imediato sobre a ordem de prisão. O advogado Cristiano Zanin Martins havia declarado mais cedo a jornalistas que não trabalhava "com a hipótese da prisão" imediata.

O ex-líder sindical de 72 anos, favorito nas pesquisas às eleições presidenciais de outubro, foi condenado por receber um apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, da empreiteira OAS, investigada na Operação 'Lava Jato'.

Respondendo a outros seis processos judiciais, o ex-presidente nega todas as acusações e as considera parte de um complô das elites para evitar seu retorno ao poder depois de ter deixado o cargo em 2010 como o presidente mais popular da história recente do Brasil.

mel-js/csc/mvv

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber