Topo

Papa expressa apoio a bebê britânico que tem doença terminal

05/04/2018 11h30

Londres, 5 Abr 2018 (AFP) - O papa Francisco expressou no Twitter seu apoio a um bebê britânico hospitalizado com uma doença terminal. A justiça determinou a interrupção do tratamento, mas os pais desejam prosseguir com os cuidados médicos no exterior.

"Espero sinceramente que se faça todo o possível para seguir acompanhando com compaixão o pequeno Alfie Evans, e que o profundo sofrimento de seus pais possa ser ouvido" escreveu o pontífice no Twitter.

"Estou rezando por Alfie, por sua família e por todos os envolvidos", completou.

Alfie Evans, de 22 meses, está hospitalizado desde dezembro de 2016. O bebê tem uma doença neurológica degenerativa rara que não foi definitivamente diagnosticada por seus médicos e que exige assistência respiratória.

A equipe médica do hospital pediátrico Alder Hey de Liverpool, onde ele está internado, considerou que "o prosseguimento em cuidados contínuos não seria do melhor para el interesse" del bebé.

A justiça britânica decidiu a favor do hospital, que pode encerrar o tratamento, contra a opinião dos pais.

A Corte Europeia de Direito Humanos, com sede em Estrasburgo, rejeitou uma ação dos pais de Alfie, por considerar nenhuma violação dos direitos humanos foi constatada.

Os pais de Alfie Evans, Tom Evans e Kate James, afirmam que desejam tentar outros tratamentos especializados na Itália. Eles esperam que os médicos do hospital pediátrico Menino Jesus, de Roma, consigam apresentar um novo diagnóstico.

Os pais iniciaram uma campanha de mobilização nas redes sociais: conseguiram mais de 220.000 assinaturas e recursos para tentar alcançar seus objetivos.

apz/oaa/neo/me/pc/fp

Twitter