Trump enviará entre 2 mil e 4 mil militares à fronteira com México

Washington, 5 Abr 2018 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (5) que pretende enviar entre 2.000 e 4.000 membros da Guarda Nacional à fronteira com o México, na primeira referência à magnitude da mobilização.

Trump disse que a mobilização das tropas da Guarda Nacional será de "entre 2.000 e 4.000" homens, e acrescentou que "provavelmente" eles permanecerão nessa atividade até que o país construa um muro na fronteira.

A permanência prolongada dessas tropas na extensão da fronteira com o México representa um custo que a Casa Branca ainda "está analisando", comentou o presidente.

Um envio de 4.000 membros da Guarda Nacional à fronteira representaria um contingente maior do que os Estados Unidos mantêm na Síria, e equivalente à metade das tropas que permanecem no Iraque.

A Guarda Nacional foi enviada anteriormente à fronteira com o México em três oportunidades: em 2006 e 2008 com o presidente George W. Bush, e em 2010 com Barack Obama.

Nesses três casos, a mobilização se manteve por aproximadamente um ano.

Um recente acordo fechado no Congresso entre legisladores republicanos e democratas permitiu a aprovação de um orçamento federal, mas literalmente esvaziou o financiamento do projeto de Trump de construir um muro na fronteira com o México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos