Topo

Entrando nos Estados Unidos em menos de dois minutos, apesar de Trump

06/04/2018 23h43

Ciudad Juárez, México, 7 Abr 2018 (AFP) - Menos de dois minutos e a ajuda de três companheiros foi o suficiente para um homem cruzar a barreira de seis metros de altura que separa México dos Estados Unidos, em uma ação que o presidente Donald Trump provavelmente tomaria como afronta.

Dois homens vigiam, enquanto o terceiro utiliza seu corpo como escada para que o emigrante - procedente do estado de Oaxaca - supere a barreira e chegue ao lado americano.

Do princípio ao fim da manobra, em um ponto isolado e desértico entre Ciudad Juárez e Sunland Park, no Novo México, transcorrem menos de 120 segundos.

"Não conseguiu subir, demorou muito", reclamou um dos homens, garantindo que alguns conseguem superar a barreira em um minuto.

Em seguida, o grupo sai correndo para não ser visto por uma caminhonete da Patrulha de Fronteira dos EUA.

Do lado americano, o agora imigrante - seguindo instruções precisas - corre até um grupo de casas no horizonte.

Incursões como esta, que ocorrem quase diariamente em Juárez, são mais um desafio para Trump, que ordenou esta semana o envio de 4 mil homens da Guarda Nacional para a fronteira com o México, em resposta à caravana de emigrantes centro-americanos que pretendia chegar à fronteira.

A mobilização da Guarda Nacional se segue a furiosos ataques de Trump contra a caravana e a suposta falta de ação do México para impedir sua evolução, que incluiu ameaças de saída do Nafta, o Tratado de Livre Comércio da América do Norte.