EUA se opõem novamente à declaração do Conselho de Segurança sobre Gaza

Nações Unidas, Estados Unidos, 6 Abr 2018 (AFP) - Os Estados Unidos se opuseram novamente nesta sexta-feira (6), como haviam feito há uma semana, à possível adoção de uma declaração no Conselho de Segurança da ONU pedindo uma investigação independente sobre os confrontos em Gaza, afirmaram diplomatas.

"É um assunto que deve ser abordado pelo Conselho de Segurança", havia dito à imprensa o embaixador do Kuwait na ONU, Mansour al-Otaibi, relatando que pediu que esse ente adotasse uma declaração a respeito, semelhante à que foi bloqueada na semana anterior por Washington.

Mas nesta sexta-feira, os Estados Unidos se opuseram novamente a qualquer ação do Conselho de Segurança e bloquearam o texto, segundo um diplomata de um país-membro dessa instância que pediu anonimato.

Se a mais alta instância da ONU não fizer nada, "encoraja Israel" em suas operações contra os palestinos e estes últimos se reservam ao direito de ir à Assembleia Geral da ONU para obter "um mandato" a fim de impulsionar a abertura de uma investigação internacional, indicou o embaixador palestino na ONU, Riyad Mansour.

Sete palestinos morreram e mais de 400 ficaram feridos por disparos de soldados israelenses durante os protestos desta sexta perto da fronteira entre Gaza e o Estado hebreu. Esses eventos ocorreram uma semana após manifestações similares também registrarem várias mortes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos