Petista é aclamado em missa aos gritos de 'Lula livre!'

São Bernardo do Campo, Brasil, 7 Abr 2018 (AFP) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi aclamado por uma multidão, neste sábado (7), aos gritos de "Lula livre!", durante a missa que pode anteceder sua entrega à Justiça para começar a cumprir uma pena de 12 anos de prisão por corrupção.

A missa está sendo realizada em um carro de som transformado em capela, diante do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde o ex-presidente (2003-2010) permanece há dois dias.

A seu lado, estão várias personalidades, como sua herdeira política, a ex-presidente Dilma Rousseff.

Ao longo da missa, um padre lista ex-presidentes brasileiros que chegaram a ser presos para acrescentar: "E agora... Lula", levantando um clamor da multidão: "Lula livre!", "Lula livre!".

Segundo diferentes fontes, Lula pode se entregar durante o dia às autoridades para cumprir sua pena.

A mulher do ex-presidente, dona Marisa Letícia, faleceu em fevereiro de 2017. Hoje, ela completaria 68 anos. Seu nome constava no processo que levou à condenação de Lula, como beneficiário de um apartamento por uma construtora em troca de facilidades para obter contratos na Petrobras.

Lula sempre negou as acusações e, ao se despedir daquela que foi sua companheira por quase quatro décadas e com quem teve três filhos, manifestou seu desejo de que "os criminosos que levantaram leviandades contra Marisa tenham (um dia) a humildade de pedir desculpas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos