Incêndio na Trump Tower deixa um morto e quatro feridos

Nova York, 8 Abr 2018 (AFP) - Todd Brassner, de 67 anos, morreu em um incêndio no sábado (7) no 50º andar da Trump Tower, em Nova York, que também deixou quatro bombeiros com ferimentos leves - disseram autoridades.

O Departamento de Polícia de Nova York (NYPD) disse que Brassner foi encontrado "inconsciente", quando os policiais chegaram ao local do incêndio. Segundo os jornais, ele residia na Trump Tower e era marchand.

O homem foi declarado morto depois de ser levado para o hospital Mount Sinai Roosevelt, segundo a Polícia, que disse que o médico legista determinaria a causa da morte, como parte de uma investigação em andamento.

"Este foi um incêndio muito difícil. Como você pode imaginar, o apartamento é bem grande, estamos 50 andares acima. O resto do prédio teve uma quantidade considerável de fumaça", disse o Corpo de Bombeiros de Nova York (FDNY).

Os quatro bombeiros tiveram ferimentos que não implicavam risco de vida, e o incêndio foi "controlado", acrescentou.

A fumaça começou a subir do arranha-céu no centro de Manhattan por volta das 18h (19h em Brasília).

As ruas em volta do prédio foram fechadas, enquanto turistas tiravam fotos com seus telefones.

Propriedade do presidente dos EUA, Donald Trump, a Trump Tower abriga sua cobertura e serve como sede da Organização Trump.

Mais cedo, o FDNY tuitou uma foto do prédio com várias janelas do 50º andar em chamas.

Trump mais tarde disse que o fogo havia sido apagado.

"O fogo na Trump Tower está apagado. Muito limitado (prédio bem construído). Bombeiros (e bombeiras) fizeram um ótimo trabalho. OBRIGADO!" afirmou.

lbc-ia/oh/db/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos