Israel condena suposto ataque com armas químicas na Síria

Jerusalém, 9 Abr 2018 (AFP) - Israel condenou nesta segunda-feira o suposto ataque com armas químicas na Síria acusando o regime de Damasco de ter cometido "um crime contra a humanidade", informou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

"O último caso de uso de gás prova que de maneira clara a Síria continua conservando armas químicas e que se dotou de novas capacidades de produção", disse em um comunicado.

O regime de Bashar al Assad "continua liberado para (cometer) crimes contra a humanidade utilizando meios (de combate) proibidos", acrescenta.

O ministério não disse nada sobre o ataque de segunda-feira contra uma base na Síria. Damasco e seus aliados russo e iraniano acusaram Israel de ter lançado mísseis contra a base.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos