Israel não aceitará que o Irã se estabeleça na Síria

Jerusalém, 10 Abr 2018 (AFP) - Israel não aceitará que o Irã se estabeleça na Síria, afirmou nesta terça-feira o ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, depois dos ataques a uma base militar naquele país atribuídos ao Estado hebreu.

"Nós não vamos permitir que o Irã crie raízes na Síria, independentemente do preço que tenha que pagar, não temos escolha", afirmou Lieberman em coletiva de imprensa. Ele não fez referência ao bombardeio da base síria em que vários iranianos morreram.

O regime sírio e seus dois aliados, Rússia e Irã, acusaram Israel de ter realizado esse ataque.

"Autorizar este estabelecimento na Síria seria aceitar que o Irã nos estrangule", acrescentou o ministro israelense.

O Irã acusou na segunda-feira Israel de "agressão flagrante" na Síria depois dos ataques em que "assessores militares" iranianos foram mortos, de acordo com a imprensa iraniana.

O Irã não reconhece a existência de Israel, que considera o país como uma ameaça existencial e frequentemente denuncia o apoio do Irã ao Hezbollah libanês, potência militar xiita em sua fronteira sul.

mib-mjs/hkb/pb/eg/acc/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos