Maduro descarta Cúpula das Américas e destaca desprezo de Trump

Caracas, 11 Abr 2018 (AFP) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, descartou nesta terça-feira assistir à Cúpula das Américas, em Lima, a qual havia prometido comparecer a ferro e fogo, apesar do veto peruano a sua presença.

"Retiraram a segurança para toda a delegação da Venezuela, por isto decidi que não vou à Cúpula", disse Maduro, que considerou a ausência do presidente americano, Donald Trump, uma prova do desprezo que sente por vários dirigentes da região.

Trump cancelou nesta terça-feira sua participação na Cúpula prevista para sexta e sábado próximos.

Maduro revelou que nos dias da Cúpula permanecerá na Venezuela para comemorar a "derrota do golpe de Estado" que em 2002 tirou brevemente do poder o então presidente Hugo Chávez (1999-2013).

"Disse que iria" de qualquer maneira a Lima, "até nadando, mas esta cúpula não está entre nossas prioridades, não há nenhum tema a decidir, será uma verdadeira perda de tempo", disse Maduro em ato público transmitido pela TV estatal.

"Despreza" os líderes regionais, "não quer se sentar com (Enrique) Peña Nieto (México) porque é pouca coisa para ele, não quer se sentar com Mauricio Macri (Argentina) porque ele cheira mal, não quer se sentar com Juan Manuel Santos (Colômbia) porque cheira mal".

O Peru excluiu a presença de Maduro na Cúpula devido a quebra do regime democrático na Venezuela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos