Panamá suspende operações de companhias aéreas venezuelanas

Panamá, 11 Abr 2018 (AFP) - O governo Panamá anunciou a suspensão por três meses as operações de companhias aéreas venezuelanas no país, depois que Caracas fez o mesmo na semana passada, com a panamenha Copa Airlines.

"O Conselho de Gabinete ordena a suspensão, por um período de noventa (90) dias prorrogáveis, de todas as atividades de transporte aéreo, de passageiros e carga das companhias aéreas venezuelanas que operam no Panamá", afirma o comunicado do Executivo panamenho.

No total são sete companhias afetadas, entre as mais importantes estão a Laser, a Avior, a Santa Bárbara e a Conviasa.

Segundo o governo do Panamá, a medida, que entrará em vigor a partir de 25 de abril, se baseia "na lei de retorsão e em virtude do princípio de reciprocidade que rege as relações internacionais".

Este anúncio acontece dias depois de o governo venezuelano de Nicolás Maduro suspender por três meses prorrogáveis as relações econômicas com altos funcionários e empresas do Panamá, entre eles a companhia aérea Copa Airlines.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos