Rússia diz que suposto ataque químico na Síria foi 'encenação'

Moscou, Rússia, 11 Abr 2018 (AFP) - O alegado ataque químico contra os rebeldes sírios em Duma foi uma encenação diante das câmeras realizada pelos Capacetes Brancos, a organização de socorristas sírios na zona rebelde que denunciou a agressão, acusou o exército russo nesta quarta-feira (11).

"Operando apenas nas fileiras terrorista, os Capacetes Brancos encenaram diante das câmeras um ataque químico contra os civis da cidade de Duma", afirmou o general Viktor Poznikhir em coletiva de imprensa.

O presidente americano, Donald Trump, advertiu nesta quarta que "os mísseis chegarão" à Síria em resposta aos supostos ataques químicos realizados em 7 de abril e apesar do risco de um confronto com a Rússia, aliada de Damasco.

"A Rússia promete derrubar todos os mísseis disparados contra a Síria. Prepare-se, Rússia, porque chegarão lindos, novos e 'inteligentes'!", tuitou nesta manhã o presidente americano.

Segundo os Capacetes Brancos, mais de 40 pessoas morreram no ataque com "gases tóxicos" atribuído ao regime e centenas ficaram feridas.

Não foi possível verificar estas acusações com uma fonte independente.

"Estamos convencidos de que a utilização de armas químicas em Duma [cidade de Ghuta Oriental, na Síria] foi inventada e não pode ser utilizada como pretexto para recorrer à força", afirmou o Kremlin nesta quarta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos