Portugal traça metas orçamentárias ambiciosas

Lisboa, Portugal, 13 Abr 2018 (AFP) - Portugal estabeleceu objetivos de redução do déficit público mais ambiciosos para os próximos anos e prevê contar com superávit a partir de 2020, segundo o Programa de Estabilidade e Crescimento, apresentado nesta sexta-feira (13) pelo governo socialista.

Lisboa estima que em 2018 o déficit público será de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto o orçamento estatal adotado há alguns meses previa 1,1%.

Em 2017 o déficit de Portugal disparou a 3% do PIB, devido ao custo de recapitalização do banco público Caixa Geral de Depósitos (CGD). Sem a operação, que custou cerca de 4 bilhões de euros, o déficit teria sido de 0,9%.

Segundo a estratégia orçamentária do governo para o período 2018-2021, o desequilíbrio das contas públicas deveria cair a 0,2% em 2019. Para um ano depois, o país espera contar com superávit de 0,7% do PIB.

A dívida pública de Portugal deveria cair progressivamente de 122,2% do PIB em 2018 a 102% em 2022.

"Não podemos repetir os erros do passado", afirmou em coletiva de imprensa o ministro de Finanças, Mario Centeno, presidente do Eurogrupo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos