Vizcarra abre Cúpula das Américas centrada na Venezuela

Lima, Peru, 14 Abr 2018 (AFP) - O presidente peruano, Martín Vizcarra, abriu nesta sexta-feira (13) uma Cúpula das Américas centrada na Venezuela, pouco depois de os Estados Unidos terem proposto "mais sanções" contra o governo venezuelano de Nicolás Maduro, e anunciarem uma ajuda aos refugiados.

"Decidimos nos congregar hoje com o objetivo de adotar compromissos concretos para fortalecer a governabilidade democrática e lutar contra a corrupção", disse Vizcarra ao inaugurar a VIII Cúpula das Américas, no Grande Teatro Nacional de Lima, na presença de governantes e representantes de 33 países.

O vice-presidente americano, Mike Pence, que assiste à Cúpula no lugar do presidente Donald Trump, disse em Lima que Washington promove "mais sanções" para isolar o governo Maduro e anunciou uma ajuda adicional de 16 milhões de dólares para os refugiados venezuelanos.

Maduro não foi convidado para a Cúpula devido à convocação de eleições antecipadas para maio sem garantias para a oposição venezuelana.

Formalmente, a Cúpula está centrada no combate à corrupção, mas a crise venezuelana acabou por dominar a agenda.

Vizcarra destacou em seu discurso de abertura que assumiu o poder há apenas três semanas, em meio a uma "crise política", após a renúncia do presidente Pedro Pablo Kuzcynski por denúncias de corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos