Washington e Londres alertam sobre 'ciberatividade maliciosa' russa

Londres, Reino Unido, 16 Abr 2018 (AFP) - Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha divulgaram nesta segunda-feira (16) uma rara advertência conjunta sobre uma "atividade cibernética maliciosa" do Estado russo visando administrações e infraestruturas.

"Os alvos dessa ciberatividade maliciosa são principalmente governos e organizações do setor privado, fornecedores de infraestruturas e provedores de serviços de Internet", anunciaram em comunicado conjunto o Centro Nacional de Segurança Cibernética britânico e o FBI americano.

As instituições advertiram todos os provedores de serviços de internet e os clientes privados a considerarem o alerta, depois que as agências do governo descobriram ataques contra dispositivos da internet. No entanto, não deram detalhes da data ou da proporção destas ações.

"O estado atual das redes americanas e britânicas, associada a uma campanha do governo russo para aproveitar estas redes, ameaça nossa segurança e nosso bem-estar econômico", ressalta o alerta.

A publicação do comunicado ocorre em um momento de alta tensão entre os dois países e a Rússia. Reino Unido e Estados Unidos lançaram no sábado, em conjunto com a França, bombardeios coordenados contra o regime sírio de Bashar al Assad, aliado de Moscou.

Além disso, soma-se o caso do envenenamento do ex-espião russo, Serguei Skripal, e sua filha, Yulia, em uma cidade inglesa, o que o Reino Unido atribui à Rússia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos