PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Índia estuda estabelecer pena de morte para estupradores de crianças

19.abril.2018 - Indianos levam cartazes em marcha que pede justiça pela morte de menina de 8 anos que foi estuprada - Channi Anand/AP
19.abril.2018 - Indianos levam cartazes em marcha que pede justiça pela morte de menina de 8 anos que foi estuprada Imagem: Channi Anand/AP

Nova Délhi

20/04/2018 14h01

O governo indiano informou nesta sexta-feira (20) que planeja impor a pena de morte a estupradores de crianças, em um momento de comoção no país pelo estupro coletivo e assassinato de uma menina de oito anos.

O governo indiano informou à Suprema Corte que o Ministério da Justiça "estuda ativamente" alterar a lei de proteção infantil contra a violência sexual "para introduzir a pena de morte para casos de agressão sexual agravada contra crianças".

"O Ministério é sensível à situação de crianças brutalmente estupradas da maneira mais horrível", declarou o governo no texto enviado à Suprema Corte, segundo a agência Press Trust of India.

Milhares de indianos se mobilizaram nos últimos dias em todo o país depois que uma menina de uma tribo muçulmana nômade foi sequestrada por cinco dias, estuprada e assassinada por oito homens no estado de Jammu e Caxemira (norte).

Segundo a polícia, o crime procurava aterrorizar a comunidade de pastores muçulmanos dos bakarwals para forçá-los a deixar a área, de maioria hindu.

Atualmente, a lei indiana prevê a pena de morte para os assassinatos mais atrozes e para atos terroristas, embora as execuções sejam raras.

Internacional