PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cinco civis mortos na RDC por supostos rebeldes ugandenses

21/04/2018 18h36

Goma, RD Congo, 21 Abr 2018 (AFP) -









Cinco civis foram assassinados por supostos rebeldes ugandenses pertencentes à Força Aliada de Defesa (ADF), em Beni, na República Democrática do Congo (RDC), apesar da ofensiva do exército congolês apoiado pelas forças de paz da ONU.

As vítimas foram emboscadas na rota Beni-Kasindi pela "ADF, que matou cinco pessoas, três incineradas em três veículos e outros dois mortos a tiros", disse Gilbert Kambale, presidente da sociedade civil do Beni, no estado de Kivu do Norte.

"Confirmamos o ataque da ADF e o número de mortos, que foi cinco. Encontramos três veículos incinerados durante nossa operação", afirmou o capitão Mak Hazukay, porta-voz do exército em Kivu do Norte (leste).

"Os suspeitos de pertencer à ADF atacaram na estrada Beni-Kasindi, perto do rio Semuliki. Quatro civis morreram", disse à AFP o major Adil Esserhir, um porta-voz das forças de paz da ONU na República Democrática do Congo (Monusco).

As forças de paz dos Capacetes Azuis apoiaram os militares congoleses durante sua intervenção, acrescentou o major Asserhir, e "também enviamos caminhões de bombeiros a pedido do exército congolês", acrescentou.

A Monusco está na República Democrática do Congo desde 1999, mas Kinshasa deseja sua retirada definitiva em 2020.

ak-bmb/jpc/age/ll

Internacional