PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mattis vê 'muitas razões para otimismo' para negociações sobre Coreia do Norte

23/04/2018 15h30

Washington, 23 Abr 2018 (AFP) -









O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, disse nesta segunda-feira (23) que vê razões para ser otimista sobre as negociações com a Coreia do Norte, depois que Pyongyang disse que está suspendendo os testes nucleares e os lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais.

"Neste momento, acho que há muitas razões para otimismo de que as negociações serão frutíferas, e vamos ver", disse Mattis a repórteres no Pentágono.

Também nesta segunda-feira, o porta-voz do Pentágono afirmou, porém, que a instituição não mudou sua disposição de lutar na península coreana depois do anúncio de Pyongyang.

Os EUA têm cerca de 28.500 soldados baseados na Coreia do Sul, além de uma grande presença militar que monitora constantemente os céus e os oceanos da região.

"Do ponto de vista militar do Departamento de Defesa, não houve mudança em nossa postura e em nossa determinação de estarmos prontos para lutar nesta noite", disse o porta-voz do Pentágono, coronel Rob Manning.

No sábado, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, declarou que Pyongyang não precisa mais de testes nucleares, ou de lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais, e que não haverá mais uso para seu local de testes atômicos.

Manning disse que, apesar da mudança, os EUA não mudaram suas condições "com a demanda pela desnuclearização completa, irreversível e verificável da península coreana".

O Exército da Coreia do Sul desativou, nesta segunda-feira, os alto-falantes gigantes que lançam mensagens contra os soldados do norte na fronteira, em um gesto conciliatório antes da histórica cúpula de sexta-feira entre Kim e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

Kim deve se encontrar com o presidente dos EUA, Donald Trump, no final de maio, ou no início de junho.

Internacional