PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Presidente eleito do Paraguai pede reconciliação

23/04/2018 07h30

Asunción, 23 Abr 2018 (AFP) -









O presidente eleito do Paraguai, Mario Abdo Benítez, do Partido Colorado (direita), pediu a reconciliação entre seus compatriotas e recordou seu pai ligado à ditadura (1954-89) em sua mensagem de vitória em Assunção.

"Nossa democracia deu o exemplo. Corre o mundo a notícia de que no Paraguai a democracia se consolidou e de um passo à frente para um país unido e reconciliado", afirmou Abdo Benítez, mais conhecido como "Marito".

"Não posso esquecer meu pai, que foi um grande colorado", afirmou ante milhares de seguidores na porta da sede do partido.

Seu pai, também chamado Mario Abdo, foi secretário particular e homem de confiança do general Alfredo Stroessner.

O general governou o país com mão dura por 35 anos até que foi derrrubado por um golpe de Estado que devolveu a democracia ao país em 3 de fevereiro de 1989.

Ele foi preso e processado por enriquecimento ilícito até que finalmente foi absolvido.

Marito venceu seu adversário, Efraín Alegre, do Partido Liberal. A Justiça eleitoral avaliou a participação de eleitores em 65% de um total de 4.241.000 habilitados a votar de uma população de 7.000.000 de habitantes.

Ele sucederá em agosto o presidente Horacio Cartes, um empresário da indústria do tabaco que, nestas eleições, candidatou-se ao Senado.

Internacional