Maduro diz que injetará US$ 1 bilhão na economia obtidos de sua criptomoeda

Caracas, 27 Abr 2018 (AFP) -









O governo venezuelano - que enfrenta graves problemas de liquidez - injetará na economia 1 bilhão de dólares obtidos da venda de sua criptomoneda, o petro, anunciou nesta quinta-feira o presidente Nicolás Maduro.

Segundo o presidente, esses recursos se destinarão a elevar as reservas internacionais e leilões de divisas para conter a disparada do dólar negro paralelo.

Maduro disse que pela venda do petro - lançado em fevereiro - "houve um ingresso 3,338 bilhões de dólares", dos quais 1,738 bilhão serão para importar "alimentos, medicamentos e insumos industriais".

Do 1,6 bilhão restante "decidi entregar ao Banco Central (...) imediatamente, na primeira hora de amanhã, 1 bilhão de dólares para colocar nos leilões e continuar trabalhando para derrotar o diabo", acrescentou, referindo-se ao dólar paralelo.

No mercado negro, a moeda americana é negociada até 12 vezes acima da cotação resultante de um dos leilões reativados em fevereiro passado, depois de serem congelados por cinco meses.

mbj-axm/lda/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos