Transferido para local mais seguro médico que levou a Bin Laden

Peshawar, Paquistão, 27 Abr 2018 (AFP) -

O médico paquistanês que permitiu que a CIA localizasse e abatesse Osama bin Laden foi transferido da prisão onde estava há quase sete anos para um local mais protegido, informaram fontes coincidentes nesta sexta-feira (27).

"Shakil Afridi foi deslocado", declarou uma fonte penitenciária de alta responsabilidade à AFP, acrescentando que "relatos dos serviços de Inteligência o levaram na quinta-feira à noite a um lugar desconhecido mais protegido".

Jamil Afridi, irmão do médico, confirmou à AFP que responsáveis do governo lhe haviam informado que "Shakil foi colocado em um lugar mais seguro". Qamar Nadim, seu advogado, também confirmou.

O médico Afridi, de 50 anos, organizou uma falsa campanha de vacinação contra a hepatite C que serviu de cobertura para confirmar a presença de Bin Laden, o líder da Al-Qaeda.

Uma vez localizado, o cérebro dos atentados de 11 de setembro de 2001 foi abatido, em 2 de maio de 2011, pelas forças especiais americanas durante uma incursão em sua casa de Abotabad, uma pequena cidade paquistanesa onde está a academia militar do país.

Detido pelas autoridades paquistanesas pouco depois dessa incursão, o médico foi julgado por ter vínculos com extremistas e condenado a 33 anos de prisão, embora depois tenha tido a pena reduzida para 23 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos