Irã denuncia "acusações" sobre sua "ambição" regional

Teerã, 30 Abr 2018 (AFP) - O Irã denunciou nesta segunda-feira a repetição do que chamou de acusações "infundadas", após as declarações de domingo na Arábia Saudita do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, sobre a suposta "ambição" hegemônica de Teerã no Oriente Médio.

Durante uma rápida visita a Riad e Israel, o novo chefe da diplomacia americana reafirmou no domingo a linha dura adotada pela administração americana a respeito do Irã desde que o presidente Donald Trump chegou ao poder.

"A ambição do Irã continua sendo dominar o Oriente Médio", afirmou, antes de completar que Teerã "vende armas aos (rebeldes) huthis no Iêmen e apoia o regime assassino de (Bashar al) Assad" na Síria.

"As palavras do secretário de Estado americano sobre a presença e o papel da República Islâmica do Irã em alguns países da região são a repetição de acusações absurdas e infundadas", respondeu o porta-voz do ministério das Relações Exteriores iraniano, Bahram Ghasemi, em um comunicado.

"A presença (iraniana na Síria e Iraque responde) ao pedido do governo legítimo de cada um destes países e acontece no âmbito da luta contra o terrorismo na região, e esta assistência continuará pelo tempo que estes governos precisarem de ajuda no combate", completou.

Ghasemi negou mais uma vez que o Irã forneça armas aos rebeldes huthis do Iêmen, que Teerã afirma respaldar politicamente.

neg-mj/nbz/acc/ra/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos