PGR denuncia Lula, Paulo Bernardo e Marcelo Odebrecht por corrupção

Rio de Janeiro, 1 Mai 2018 (AFP) - A Procuradoria Geral da República denunciou nesta segunda-feira por corrupção o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os ex-ministros Antônio Palocci e Paulo Bernardo, e o empresário Marcelo Odebrecht.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) foi denunciada por lavagem de dinheiro.

As denúncias foram encaminhadas ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pede a condenação de Lula, Palocci e Paulo Bernardo por corrupção passiva, de Gleisi, por lavagem de dinheiro, e de Marcelo Odebrecht, por corrupção ativa.

De acordo com a PGR, a Odebrecht colocou à disposição do Partido dos Trabalhadores em 2010 o total de 64 milhões de reais em troca de decisões do governo Lula que favorecessem a empresa.

Entre as decisões, segundo a PGR, está o aumento de um empréstimo concedido a Angola pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de 1 bilhão de reais, cuja autorização teria sido firmada pelo então ministro Paulo Bernardo.

A PGR afirma ainda que na campanha ao governo do Paraná em 2014 Gleisi Hoffmann recebeu ao menos 3 milhões da Odebrecht de caixa dois, e lavou dinheiro ao declarar à Justiça Eleitoral despesa fictícia de 1,8 milhão de reais do valor obtido.

Dodge destaca que a denúncia é baseada em depoimentos de delatores, documentos apreendidos, escutas telefônicas e batidas policiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos