Dezenas de prisões em Istambul em manifestações de 1º de maio

Istambul, 1 Mai 2018 (AFP) -

A polícia turca prendeu mais de 50 pessoas nesta terça-feira (1) em Istambul, sob rígidas medidas de segurança em razão das manifestações da oposição de 1º de maio.

Nos anos anteriores, a festa anual dos trabalhadores foi marcada por confrontos entre manifestantes e policiais, mas nos últimos anos as autoridades impediram o acesso ao local das manifestações.

A entrada da Praça Taksim, no centro de Istambul, foi completamente bloqueada nesta terça-feira por cordões de isolamento da polícia.

As autoridades também bloquearam o acesso à avenida Istiklal, a principal rua comercial e de pedestres da cidade, onde os opositores costumam protestar.

Manifestantes que tentavam chegar à Praça Taksim foram presos e alguns foram jogados no chão pela polícia, constatou um fotógrafo da AFP no local.

No total, 52 pessoas foram presas em Istambul e levadas para interrogatório, segundo a agência Anadolu.

De acordo com a agência, 26 mil policiais foram mobilizados nesta terça-feira na cidade, além de três helicópteros, 85 caminhões com canhões de água e 67 veículos blindados.

Houve também manifestações em Ancara, a capital turca, e em outras cidades do país.

A tensão política está crescendo na Turquia, à espera das eleições parlamentares e presidenciais antecipadas, convocadas pelo presidente Recep Tayyip Erdogan para 24 de junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos