Trump vai discursar na convenção do lobby pró-armas dos EUA

Washington, 2 Mai 2018 (AFP) -

O presidente americano, Donald Trump, e seu vice, Mike Pence, vão discursar na sexta-feira no principal lobby de armas do país, menos de três meses depois de um ataque a tiros em uma escola provocar uma campanha maciça a favor do controle de armas.

A Associação Nacional do Rifle (NRA) anunciou no Twitter que Trump se unirá a Pence como orador na convenção anual da organização na cidade de Dallas, no Texas.

A presença de Trump no ato pelo quinto ano consecutivo confirma o apoio recíproco que o une à NRA, que financiou sua campanha presidencial.

Mas se inscreve em um contexto de críticas renovadas contra os fabricantes de armas e especialmente à venda de fuzis de assalto no país, depois que um adolescente usou uma destas armas para matar 17 pessoas em uma escola de ensino médio de Parkland, Flórida, em 14 de fevereiro.

Os estudantes de Parkland organizaram protestos em escolas e uma manifestação em 24 de março, que contou com centenas de milhares de participantes em várias cidades dos Estados Unidos, pedindo um maior controle no acesso às armas.

Consultada sobre o tema, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders declarou que não vê "nenhum problema em falar em uma reunião da Associação Nacional do Rifle", acrescentando que a segurança pública é uma "grande prioridade" do governo.

O governo Trump se alinha aos defensores da Segunda Emenda da Constituição, que fala do direito ao porte de armas.

Paradoxalmente, as armas estão proibidas no local da convenção, conforme determina o Serviço Secreto, corpo policial de elite, encarregado da proteção das altas autoridades nos Estados Unidos.

seb/elm/rsr/cd/mvv

Twitter

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos