Bombardeios deixam seis mortos e 30 feridos em Sanaa, no Iêmen

Sana, 7 Mai 2018 (AFP) - Pelo menos seis pessoas morreram, e 30 ficaram feridas em dois ataques aéreos lançados, nesta segunda-feira (7), sobre instalações da Presidência iemenita usadas pelos rebeldes huthis no centro de Sanaa - indicou uma fonte médica.

Duas potentes explosões abalaram os prédios dos gabinetes da Presidência, situados perto de um hotel, de um banco, de várias lojas e não muito longe da sede do Banco Central, indicaram os moradores.

"Fomos para o local na primeira explosão e vimos pessoas presas sob os escombros. Foi, então, que houve uma segunda explosão", declarou o socorrista Ahmed Dehesher à AFP, perto do local do ataque aéreo.

Uma fonte médica deu à AFP um balanço de pelo menos seis mortos e 30 feridos.

O canal de televisão dos rebeldes Al-Masirah e a agência de notícias Saba, também controlada pelos huthis, falaram em dezenas de mortos e feridos sem dar um balanço preciso.

Atribuíram esses ataques à coalizão liderada por Riad que intervém no Iêmen desde 2015 contra os huthis. Estes últimos controlam a capital e amplas faixas de território do norte e do oeste do país.

É a primeira vez que um ataque toma como alvo as instalações da Presidência.

O bombardeio acontece horas depois de a defesa antiaérea saudita ter interceptado, no domingo à noite, dois novos mísseis balísticos disparados pelos rebeldes iemenitas na direção do sul do reino. O lançamento foi feito da província de Amran, ao norte de Sanaa, segundo a coalizão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos