Mísseis israelenses matam 9 combatentes pró-regime na região de Damasco

Damasco, 8 Mai 2018 (AFP) - Ao menos nove combatentes pró-regime morreram na noite desta terça-feira (8) em um ataque de mísseis israelenses contra um setor próximo a Damasco, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Nove combatentes dos Guardiães da Revolução iranianos ou das milícias xiitas pró-iranianas morreram" no setor de Kesswa, indicou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. Os "depósitos de armas visados pertenciam aos Guardiães da Revolução iranianos", acrescentou.

As Forças Armadas sírias interceptaram dois mísseis israelenses disparados contra um bairro de Damasco, segundo a agência oficial síria Sana.

"A defesa antiaérea interceptou dois mísseis israelenses lançados contra o setor de Kessna e os destruíram", segundo a agência.

O OSDH informou à AFP que os mísseis visavam "um depósito de armas das milícias iranianas ou do Hezbollah libanês".

Israel não comentou o ataque mas a parte das colinas de Golã ocupada por Israel no território sírio foi colocada em alerta diante de um possível ataque iraniano a partir da Síria.

Em 9 de abril, o regime sírio e seu aliado iraniano acusaram Israel de atacar com mísseis a base militar T-4, no centro da Síria, matando 14 combatentes, incluindo sete iranianos.

Em 26 de abril, o ministro israelense da Defesa, Avigdor Lieberman, declarou que seu país "não permitiria qualquer implantação iraniana na Síria".

Três dias mais tarde, ao menos 26 combatentes pró-sírios, a maioria iranianos, morreram em um ataque com mísseis contra uma base militar síria.

rime-bek/pa/mvv/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos