Arábia Saudita tentará desenvolver arma nuclear se Irã o fizer

Washington, 9 Mai 2018 (AFP) - A Arábia Saudita tentará desenvolver suas próprias armas nucleares se o Irã o fizer, disse nesta quarta-feira (9) à CNN o ministro das Relações Exteriores, Adel al Jubeir, em meio às tensões crescentes entre adversários regionais.

Consultado se Riad construiria "uma bomba própria" se Teerã aproveitar a retirada dos Estados Unidos do acordo nuclear de 2015 para retomar seu programa de armas atômicas, Juber respondeu: "se o Irã adquirir capacidade nuclear, faremos tudo o possível para fazer o mesmo".

A Arábia Saudita afirma há tempos que, se o Irã desenvolver a arma nuclear, fará o mesmo. No entanto, a declaração de seu chanceler acontece apenas um dia depois de os Estados Unidos anunciarem sua retirada do acordo de 2015 entre o Irã e seis potências pelo qual Teerã se comprometeu a não desenvolver uma bomba atômica.

Riad, que nunca escondeu suas reservas em relação ao acordo, elogiou imediatamente o anúncio realizado por Donald Trump, seu grande aliado.

Nesta quarta-feira, a Arábia Saudita foi alvo de novos ataques com mísseis balísticos disparados pelos huthis rebeldes do Iêmen, apoiados pelo Irã.

"Esses mísseis são de fabricação iraniana e foram entregues aos huthis. Um comportamento assim é inaceitável. Pisa nas resoluções das Nações Unidas sobre os mísseis balísticos. E os iranianos devem ser responsabilizados por isso", disse Jubeir à CNN.

"Tentamos evitar ao máximo uma ação militar direta contra o Irã, mas o Irã continua se comportando assim. Isso representa uma declaração de guerra", acrescentou o ministro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos